3

Carta de apoio à luta contra o aumento da FAMJO

terça-feira, 24 de julho de 2007

FAMJO

Federação das Associações de Moradores de Joinville

Joinville, 21 de julho de 2007.

Carta Aberta aos Moradores de Joinville

Aumento da Tarifa do Transporte Coletivo

“Nenhum centavo de aumento”. Esta é nossa posição, discutida e firmada junto ao Comitê em Defesa dos Serviços Públicos, ao qual esta entidade é membro. Não é mais possível cogitar aumento em tarifas, muito menos ao que se refere ao transporte coletivo dessa cidade.

Percebemos que este serviço que deveria ser municipalizado, só vem ao longo dos anos engordando os bolsos dos empresários deste setor. Os ônibus cada vez mais cheios, comparados a “lata de sardinhas”, trabalhadores motoristas tendo seus salários num crescente achatamento, e o trabalhador em geral, o estudante não tem mais condições de arcar com mais este aumento.

Nenhum argumento fará com que mudamos de opinião, os empresários a cada dia ficam mais ricos à custa do suor dos trabalhadores explorando os serviços Públicos, transporte, coleta de lixo, água e esgoto e tantos outros que são de responsabilidade dos governos, que em determinado momento foram privatizados, tirando do nosso bolso para dar aos carniceiros exploradores do povo, e por assim entender a FAMJO vem a Público declarar seu apoio e chamar os trabalhadores de Joinville para discutir o transporte como um serviço social, ou seja, a municipalização do transporte coletivo.

A FANJO diz não a exploração privada no transporte coletivo, por uma empresa Pública para baixar a tarifa para R$ 1.40, passe livre para todos os estudantes, domingo livre, para que a comunidade possa desfrutar das praças centrais, cinema e bibliotecas, sem custo algum.

Atenciosamente,

Moacir Batista Nazário

Secretario Geral da FAMJO

3 Responses to "Carta de apoio à luta contra o aumento da FAMJO"

Y Says:

Legal! Muito importante todas essas notas, ajuda a fortalecer o movimento. Porém, é necessário trazer todas essas federações, associações e sindicatos classistas e de luta pras ruas. No devido momento todo esse apoio será necessário ser transferido para o nível das ruas, fazendo assim uma forte pressão não só para que consigam barrar o aumento, mas também como consigam o passe livre para toda a população.

Boa sorte, camaradas.

Dyorgia Says:

Gostaria, se possível, de entrevistá-lo, pois estou fazendo um trabalho sobre o aumento do transporte coletivo e acho essencial a sua opinião. Se não puder ser pessoalmente, posso enviar perguntas via e-mail (vc pode me passar seu e-mail ou me passar seu telefone?), para que sejam respondidas até quinta-feira de manhã, pois trata-se de um trabalho acadêmico (interno) para o Ielusc. Grata

Denise Says:

É lamentavel que ainda exista idiotas como estes que perdem seu tempo com esse tipo de coisa, porque não tem manifestação contra o aumento da Luz, água, telefone, etc, o que faz a passagem de ônibus subir: impostos, aumentos nos insumos, do tipo (Diesel, peças, aquisição de novos ônibus, etc).
Isso que tem que ser verificado e solucionado a fonte, isso sim!!!!